sexta-feira, 28 de maio de 2010

O luzeiro da noite


oposta ao cálido dia
indiferente ao meu olhar
distante e fria
reflete a luz
que não é sua
gorda e nua
a lua
lua o luar

12 comentários:

Ilaine disse...

"Oposto ao cálido dia..." a lua linda pintada no azul- "distante e fria." Belíssima forma de falar da lua, Carla. Adorei!

Jacinta Dantas disse...

Ah lua!
aqui retratada
em linhas e entrelinhas...
fascina.

Grande abraço moça.

paula barros disse...

Ela, a lua, tem estado linda. E de tão linda, e me fascinando,nem lembrava que a luz não é dela.

abraço

Deia disse...

Linda foto, linda lua, lá no alto, tão distante e fria. Um beijo, Deia

Tempestade disse...

A lua sempre me encanta.
Beijos Tempestuosos!

•.¸¸.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.¸¸.• disse...

Sempre fui fascinada pela lua, as estrelas, a noite. Adorei.

Beijo grande e obrigada por participar com a gente!

Wilson disse...

Olá!

A lua sempre nos fascina. Às vezes é ouvinte de nossos segredos, embala noites dos namorados, clareia o sertão, acalma coração. Às vezes simplesmente olhar a lua nos trás a magia para refletir...nos estimula a contar estrelas e a desenhar com elas. Têm românticos que perguntam a lua pelos seus amores. Lua. Fascinante estigma para cada alma saudosa.

Obrigado por ter participado da nossa blogagem.

Um abraço carinhoso e tenha uma ótima semana.
Deus esteja sempre contigo!

EDER RIBEIRO disse...

Adorei a forma como descreveste a luz opondo ao dia. Bjos.

Gilmar disse...

A lua só faz saber ao poeta que mesmo em sua "verdade escura", não se intimida e nem se constrange, vai buscar luz noutras distâncias. Ela só quer brilhar para fazer brotar a rima; ela só quer ressurgir, na imponente beleza, prá não calar o romance confessado em nossos olhos. A lua...

Espaço Aberto disse...

Agradecemos a sua participação na Postagem Coletiva!
Venha conhecer o novo ganhador no Sorteio do livro e aproveitar para conhecer o nosso entrevistado. Uma pessoa maravilhosa que sentimos muito orgulho em poder chamar de Amigo!
Um abraço carinhoso

Mai disse...

É um luzeiro na escuridão.
Belo!
abraços

VELOSO disse...

Sou fascinado pela lua ela sempre rouba a cena , desta vez não seu poema não deixou!